15 de nov de 2010

Cumplicidade

E então é isso.
Escovas de dentes dividindo o mesmo copo, cds juntos numa mesma prateleira.
É jantar juntos, assistir as mesmas reportagens, tomar umas cervejinhas com os velhos e bons (poucos) amigos.
É a segurança de dormir e acordar ao lado de quem se ama, de rir de madrugada e de dividir as idéias mais insanas e os hábitos mais grotescos.
é saber que tem alguém por você, e ser por alguém também.
É dispor de seu tempo, talvez mais do que necessário e sentir-se satisfeito com esta mistura de personalidades.
São as velhas memórias que se transformam em memórias atuais, saber que não vai virar uma pagina amassada, rasgada e amarelada de um amor qualquer passado.
é o cheiro de tinta fresca no ambiente, e um cinzeiro amarrotado de bitucas.
É comunhão total de bens : o pensamento. O bem mais precioso que se pode dividir.
Isso não se chama casamento, chama-se Cumplicidade, Lealdade e quem ja experimentou isto, sabe bem que estou falando de felicidade.



Nenhum comentário:

Postar um comentário